Tipos de Magnésios e seus benefícios para a saúde

O magnésio é um nutriente presente em diversos alimentos e é essencial para a nossa saúde. Ele desempenha diversas funções, como a ativação de músculos e nervos, ativa a adenosina trifosfato (ATP - responsável pela energia do corpo), contribui para a digestão de proteínas, gorduras e carboidratos, além de participar diretamente na produção de neurotransmissores, como a serotonina.

 

Além disso, tem papel importante nos processos de desintoxicação do corpo, ajudando na eliminação de produtos químicos, metais pesados e outras toxinas.

 

Mas, o que muita gente não sabe, é que nós não consumimos a quantidade ideal de magnésio diariamente, já que não é nada que valorizamos na dieta. Então, isso pode causar alguns problemas como perda de apetite, dor de cabeça, náusea, vômito, fadiga e fraqueza. 

 

Quando uma deficiência de magnésio é contínua, sintomas mais graves podem aparecer como dormência, formigamentos, cãimbras e contrações musculares, convulsões e anormalidades no ritmo cardíaco. E sendo importante na formação de neurotransmissores, a deficiência desse mineral pode ser um gatilho para ansiedade e depressão.

E o que devemos fazer?

 

Uma das coisas que devemos fazer é melhorar a alimentação, inserindo no dia a dia alimentos como espinafre, acelga, couve, brócolis e alface. Mas a suplementação pode ser necessária e, nessa altura entra outra dúvida: 

Qual tipo de magnésio devo ingerir?

 

Existem alguns tipos de suplementação com magnésio, cada qual com sua função. Vamos falar um pouco deles.

 

  • Óxido de magnésio - É altamente estável e pouco solúvel em água, o que o deixa com pouca absorção intestinal. É muito utilizado como antiácido para alívio da dor estomacal e laxante de curto prazo.

 

  • Carbonato de magnésio - Também é indicado como antiácido, principalmente para síndromes ácido-pépticas, hipercloridria, úlcera péptica, refluxo gastro-esofágico, hemorragia gastrintestinal como consequência de gastrite aguda e ulceração por estresse.

 

  • Cloreto de magnésio - Melhora a biodisponibilidade das vitaminas D, fortalece o sistema imunológico contra doenças respiratórias e intestinais.

 

  • Magnésio quelado - O glicinato ou bisglicinato de magnésio é a fonte de magnésio atual e moderna, resultante da união do aminoácido glicina com o mineral magnésio por ligação quelado formando o componente conhecido como magnésio quelado. O ingrediente quelado apresenta alto teor de magnésio e é uma das formas mais biodisponíveis, absorvíveis e seguras de magnésio. Normalmente indicado para indivíduos que precisam superar deficiências de magnésio na alimentação.

 

  • L-treonato de magnésio - É altamente absorvível e capaz de atravessar a barreira hematoencefálica e facilmente forçar o seu caminho através das membranas celulares. Estudos recentes tanto em modelo animal, in vitro e em humanos demonstram as propriedades do treonato de magnésio em melhorar a função cognitiva, proporcionando um aporte maior do treonato e do magnésio no hipocampo, melhorando a densidade e a função neuronal. Sendo como principais funções seu uso para melhora do aprendizado, da memória e da cognição, redução da ansiedade e do estresse e também é eficaz para a doença de Alzheimer.

 

  • Magnésio dimalato - Auxilia na redução do stress, ansiedade e depressão. Também tem comprovada eficácia na redução de arritmias cardíacas e dores no peito, fadiga crônica e dores musculares associadas à fibromialgia e osteoporose. Além disso, melhora a memória e reduz a insônia.

 

  • Magnésio glicil glutamina - É um composto em que o magnésio é quelado com uma molécula de glicina e uma de glutamina. O resultado é uma molécula altamente biodisponível que contém nutrientes fundamentais para a resposta imunológica, síntese proteica, integridade intestinal.

 

  • Magnésio taurato - O magnésio taurato, também conhecido como taurinato de magnésio, é uma composição de óxido de magnésio e taurina. Foi demonstrado em alguns estudos que essa molécula traz alguns benefícios como melhor desempenho esportivo e menor risco de doenças cardiovasculares. Tanto o magnésio quanto a taurina inibem a excitabilidade das células nervosas em todo o sistema nervoso central e exercem efeitos sedativos. A suplementação de magnésio pode ajudar a baixar a pressão arterial e reduzir o risco de desenvolver diabetes e aterosclerose, além de proteger contra batimentos cardíacos irregulares e morte cardíaca súbita.

 

A suplementação deve ser feita somente com orientação médica. Em superdoses, pode haver queda da pressão arterial, alterações na função renal, problemas respiratórios, parada cardíaca, entre outros problemas.

 

Agora, para saber qual é a melhor forma de suplementar o magnésio, você deve marcar uma consulta. Assim, com todos os exames feitos e o diagnóstico adequado você terá o melhor cuidado para as suas necessidades.

Gostaria de saber
mais sobre o
tratamento?
Agende Sua Consulta
[wpdevart_facebook_comment facebook_app_id="2348685775181667" curent_url="https://dralarissadiniz.com.br/tipos-de-magnesios-e-seus-beneficios-para-a-saude/" order_type="social" title_text="" title_text_color="#444444" title_text_font_size="16" title_text_font_famely="Cabin" title_text_position="left" width="100%" bg_color="#ffffff" animation_effect="random" count_of_comments="3" ]

O que achou do nosso conteúdo? Avalie:

Clique para Avaliar

Classificação Média 4.7 / 5. Contagem de Votos 90

Sem votos! Seja o primeiro!

Categorizado em:
Dra. Larissa Diniz
Médica, pós-graduada em Medicina Integrativa, Preventiva e Nutrologia, com experiência na área da Medicina da Saúde e do Estilo de Vida, tratando de doenças autoimunes, metabólicas, hormonais, crônicas e prevenção de doenças, sempre atuando na sua causa com uma Medicina Personalizada.

Pesquisar

searchclosedownloadmap-markerchevron-leftfacebook-squarebarsenvelopecomments-ostethoscopeinstagramwhatsappcalendar-check-ocross-circle linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram