Capitulo 1: Atividade física

Tempo de Leitura: 3 minutos

Capitulo 1: Sono

Tempo de Leitura: 3 minutos

Atividade física

Tempo de Leitura: 3 minutos

Exercícios aeróbicos e musculação são excelentes formas de perder peso, mas antes de entrarmos no assunto, é extremamente importante entender que cada paciente deve ser avaliado separadamente por um profissional. E mais, os exercícios não precisam ser complicados, e devem estar ligados ao objetivo e necessidades de cada um.


Quando o assunto é perda de peso, a duração e frequência do exercício são mais importantes do que a intensidade do mesmo. É importante ressaltar que, o exercício tem resposta variável dependendo das características de cada indivíduo. Então o que funciona para um nem sempre funciona para o outro. Por exemplo, indivíduos com necessidades especiais, como atletas, idosos, pessoas com distúrbios metabólicos como diabetes e hipertensão, precisam de um método diferente de perda de peso e acompanhamento médico.

É importante salientar que perda de peso desejável é o resultado da máxima redução de gordura corporal e da mínima perda de massa magra, representando sucesso na manutenção do peso perdido, aliado a poucos riscos de desnutrição e de complicações médicas. 

Prevenção e tratamento de doenças

Independentemente do seu peso corporal atual, ter um bom condicionamento físico aumenta os níveis de lipoproteína de alta densidade, também conhecido como bom colesterol, e diminui os triglicerídeos que estão associados a doenças cardíacas.

Sabemos também que os exercícios físicos atuam na prevenção e tratamento da hipertensão e doenças circulatórias. Além desse benefício, o bom condicionamento físico favorece outros mecanismos protetores para o praticante, a prevenção de doenças como diabetes é uma delas.

Melhora do humor

Os exercícios aumentam os níveis de neurotransmissores promovendo melhora do humor e a diminuição da tensão e ansiedade. Porém, é importante ressaltar que o exercício físico se feito de maneira excessiva pode causar pioras no humor, característica da síndrome de excesso de treinamento, apresentando elevados níveis de fadiga, depressão, irritabilidade e confusão mental. Então, cuidado com fatores como duração, intensidade e repouso.

Melhora do sono

Outro benefício é, sem dúvidas, a melhora da qualidade do sono. Foram encontrados resultados positivos dos exercícios na melhora do sono e seus possíveis distúrbios. A indicação como tratamento da insônia por exemplo, é a de que o mesmo deve ser realizado no período da manhã, de preferência, ou com um intervalo mínimo de 3 horas entre o término da atividade física e o horário de deitar.

Praticar exercícios físicos próximo ao horário de dormir pode ter um efeito contrário ao desejado, dificultando o relaxamento e uma boa qualidade do sono. Outra recomendação seria manter o seguinte plano de prescrição de exercícios: preferencialmente exercícios aeróbicos com duração média de 30 minutos, intensidade moderada e frequência de pelo menos três vezes por semana, respeitando o horário da manhã ou tarde, e nunca a noite.

searchclosedownloadmap-markerchevron-leftfacebook-squarebarsenvelopecomments-ostethoscopeinstagramwhatsappcalendar-check-ocross-circle linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram