Benefícios do jejum intermitente

A busca por uma fórmula mágica que facilite a perda de peso é muito comum, umas dessas estratégias alimentares vem ganhando adeptos, mas será que o jejum intermitente emagrece mesmo?

Ao final desse conteúdo você saberá mais sobre os benefícios, o que comer, e como funciona o jejum intermitente.

É importante sempre lembrar que não se deve fazer dietas sem acompanhamento, a ajuda profissional é essencial para obter resultados de maneira segura.

O que é jejum intermitente?

É uma dieta com restrições alimentares que vão de 12 a 24 horas para que o corpo utilize a gordura do próprio corpo no período, dessa forma acontece a perda de massa gorda.

Durante a janela de jejum deve-se ter alimentação saudável, livre de açúcar, glúten, leite e derivados. Já no período de jejum é permitido água (sem e com limão), café e chás , mas nada de açúcar ou adoçantes.

O jejum intermitente é uma estratégia de dieta polêmica, mas que se feita corretamente apresenta ótimos resultados.

Sendo praticada pelo homem desde seus ancestrais, trata-se de um programa alimentar com intervalos definidos, alternando entre períodos de jejum e de alimentação regular.

Benefícios do jejum intermitente

  • Acelera o Metabolismo auxiliando na perda e manutenção do peso e gordura corporal.
  • Aumento do GH (hormônio do crescimento) que ajuda na quebra da gordura sem perda de massa magra.
  • Alcaliniza o pH Sanguíneo, o que é importante na prevenção de diversos tipos de câncer.
  • Reduz a resistência insulínica reduzindo o risco de diabetes mellitus.
  • Reduz a inflamação crônica sistêmica.
  • Contribui para a reparação celular.
  • Previne doenças neurodegenerativas, como Parkinson e Alzheimer.
  • Melhora a Saúde Cardiovascular.
  • Melhora a Imunidade, Ansiedade e Depressão, que ajuda levar a longevidade saudável.
  • Melhora na Permeabilidade Intestinal.

O que beber durante jejum intermitente?

Durante o período de jejum você pode consumir líquidos como:

  • água
  • chás
  • café

Mas sem utilizar açúcar. Há várias formas de realizar a dieta, que deve ser adequada ao organismo, hábitos e perfil de cada paciente.

O que comer depois do jejum intermitente

As refeições pós-jejum precisam de gorduras essenciais como nozes, sementes e peixes, além de fontes de proteínas (de preferência as magras), frutas e verduras também são uma excelente alternativa.

Nunca faça qualquer dieta sem acompanhamento profissional

Sim, o jejum intermitente é uma estratégia alimentar de inúmeros benefícios para a saúde, mas  para ser feito necessita de acompanhamento médico e nutricional.

Sempre consulte um profissional especializado antes de começar essa estratégia alimentar, ou qualquer outra.

Tem alguma dúvida, ou quer contar a sua experiência? Deixe nos comentários.

Gostaria de saber
mais sobre o
tratamento?
Agende Sua Consulta
[wpdevart_facebook_comment facebook_app_id="2348685775181667" curent_url="https://dralarissadiniz.com.br/beneficios-do-jejum-intermitente/" order_type="social" title_text="" title_text_color="#444444" title_text_font_size="16" title_text_font_famely="Cabin" title_text_position="left" width="100%" bg_color="#ffffff" animation_effect="random" count_of_comments="3" ]

O que achou do nosso conteúdo? Avalie:

Clique para Avaliar

Classificação Média 4.7 / 5. Contagem de Votos 319

Sem votos! Seja o primeiro!

Categorizado em:
Dra. Larissa Diniz
Médica, pós-graduada em Medicina Integrativa, Preventiva e Nutrologia, com experiência na área da Medicina da Saúde e do Estilo de Vida, tratando de doenças autoimunes, metabólicas, hormonais, crônicas e prevenção de doenças, sempre atuando na sua causa com uma Medicina Personalizada.

Pesquisar

searchclosedownloadmap-markerchevron-leftfacebook-squarebarsenvelopecomments-ostethoscopeinstagramwhatsappcalendar-check-ocross-circle linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram