Bebida alcoólica e emagrecimento: por que é importante evitar?

Tomar aquela taça de vinho todos os dias para relaxar ou se reunir com amigos no fim de semana para um delicioso churrasco com cerveja podem ser hábitos aparentemente inofensivos para muita gente, mas a verdade é que a falta de equilíbrio pode resultar em consequências indesejadas no corpo.

O excesso de bebida alcóolica atrapalha o emagrecimento e a busca por um corpo definido, mesmo nas pessoas que praticam exercícios com frequência ou que seguem uma dieta restritiva. 

Isso acontece porque as bebidas são ricas em calorias que não nutrem o nosso organismo e ainda sobrecarregam o fígado. 

Além disso, geralmente quando as pessoas decidem beber uma caipirinha ou algumas cervejas, elas optam por algum tipo de petisco para acompanhar, o que também estimula o ganho de peso. 

Até mesmo as pessoas que não têm problemas com a balança precisam ter cuidado com o consumo excessivo de bebida alcóolica para não sobrecarregar órgãos como estômago, fígado e intestino. 

Outro ponto importante é que o álcool é transformado em açúcar no corpo e modifica o metabolismo. Dependendo da quantidade ingerida por dia, isso pode gerar sobre peso com mais facilidade. 

Além disso, o álcool tem efeito bastante tóxico na mucosa intestinal e acaba diminuindo a absorção de vitaminas fundamentais para o nosso corpo, como a tiamina, ácido fólico e B12. 

Vale lembrar que, por ter ação diurética, a bebida também aumenta a frequência urinária de magnésio e zinco, que são nutrientes reguladores do organismo.

E não é só isso: o álcool também contribui para a retenção de líquido, que gera aquela sensação de inchaço, e ainda dificulta o ganho de massa muscular. 

Álcool é um vilão da boa forma?

De certa forma, podemos dizer que sim. As pessoas que fazem dieta a semana toda e exageram no álcool no fim de semana sentem de cara os efeitos negativos desse consumo. 

Para as pessoas sedentárias ou com hábitos alimentares irregulares, as queixas na balança são ainda mais visíveis. 

Como já foi mencionado, o álcool se acumula no organismo em forma de gordura, elevando o peso com mais facilidade e atingindo regiões como os glúteos, barriga e o quadril. 

Vale lembrar que quanto o maior o teor alcoólico, maiores são as calorias de cada bebida. 

Uma única lata de cerveja de 350 ml, por exemplo, tem 147 calorias. Já uma dose de 100 ml de uísque tem 240 calorias. Imagine como fica nosso organismo quando passamos uma noite inteira bebendo em uma festa?

Confira a tabela de calorias de bebidas alcóolicas

  • 1 lata de cerveja: 147 calorias
  • 1 taça de vinho tinto seco: 107 calorias
  • 1 cálice de vodca: 48 calorias
  • 1 dose de cachaça: 120 calorias
  • 1 copo de caipirinha: 310 calorias

Não use a bebida para fugir dos problemas

É comum ouvir relatos de pessoas que usam o álcool para esquecer alguma situação difícil ou aliviar o estresse do cotidiano. 

Nesses casos, é fundamental ter cuidado para não usar os problemas como um gatilho para a ingestão em excesso de bebidas ou para a compulsão alimentar. 

Fazer este tipo de escolha inadequada só irá trazer danos para o corpo e gerar outros tipos de incômodos indesejados. 

O mais indicado, segundo especialistas da área médica, é buscar a causa do estresse e optar por hábitos que tragam mais equilíbrio, como praticar exercícios ou fazer suplementação de vitaminas. 

Tudo isso deve ser feito de acordo com a orientação de um profissional e de acordo com as taxas do organismo de cada pessoa. 

Os exames de sangue ajudam a identificar possíveis deficiências ou excesso de substâncias no organismo. 

Estabeleça limites para o consumo de bebidas

Para as pessoas que não abrem mão da bebida mesmo sabendo dos efeitos negativos dela sobre o corpo, a regra é clara: é preciso estabelecer limites. 

Uma boa alternativa é escolher apenas um ou, no máximo, dois dias na semana para beber, mas sempre sem excessos. 

Em uma festa, vale a pena substituir a bebida alcóolica por água com gás de forma natural ou com frutas. Outra dica muito válida é alternar cada copo de bebida com um copo de água. 

Orientações da Organização Mundial da Saúde sobre alcoolismo

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), não existe uma quantidade segura de álcool a ser consumida diariamente, porque as bebidas são extremamente tóxicas para o organismo humano e pode levar a doenças mentais, câncer, cirrose, infarto, acidente vascular cerebral e diminuição de imunidade. 

Ainda segundo dados da OMS, em todo o mundo mais de 3 milhões de homens e mulheres morrem todo os anos em virtude do uso nocivo de bebidas alcoólicas. Além disso, 5% das doenças mundiais são causadas pelo álcool.

Um relatório da OMS, publicado em 2018, mostrou que 28% das mortes provocadas pelo consumo de álcool são resultado de lesões, como por exemplo, acidentes de trânsito ou casos de violência. 

Outras 21% das mortes são causadas por distúrbios digestivos graves, 19% são fruto de doenças cardiovasculares e o restante vêm de doenças infecciosas ou câncer

Nas gestantes, o uso excessivo de bebidas por levar ao aborto ou complicações na formação do feto. 

Medicina preventiva: uma aliada para quem busca uma vida melhor

Como vimos, o consumo indiscriminado de bebida alcoólica não interfere apenas na parte estética do corpo. Além de dificultar o emagrecimento, ela também pode gerar danos sérios ao organismo. 

Por isso, adote hábitos mais saudáveis e marque uma consulta com seu médico para fazer exames que possam avaliar suas taxas.

Esse tipo de acompanhamento é essencial para prevenir doenças e tratar possíveis excessos ou problemas no organismo. 

Gostaria de saber
mais sobre o
tratamento?
Agende Sua Consulta
[wpdevart_facebook_comment facebook_app_id="2348685775181667" curent_url="https://dralarissadiniz.com.br/bebida-alcoolica-e-emagrecimento-por-que-e-importante-evitar/" order_type="social" title_text="" title_text_color="#444444" title_text_font_size="16" title_text_font_famely="Cabin" title_text_position="left" width="100%" bg_color="#ffffff" animation_effect="random" count_of_comments="3" ]

O que achou do nosso conteúdo? Avalie:

Clique para Avaliar

Classificação Média 4.5 / 5. Contagem de Votos 46

Sem votos! Seja o primeiro!

Categorizado em:
Dra. Larissa Diniz
Médica, pós-graduada em Medicina Integrativa, Preventiva e Nutrologia, com experiência na área da Medicina da Saúde e do Estilo de Vida, tratando de doenças autoimunes, metabólicas, hormonais, crônicas e prevenção de doenças, sempre atuando na sua causa com uma Medicina Personalizada.

Pesquisar

searchclosedownloadmap-markerchevron-leftfacebook-squarebarsenvelopecomments-ostethoscopeinstagramwhatsappcalendar-check-ocross-circle linkedin facebook pinterest youtube rss twitter instagram facebook-blank rss-blank linkedin-blank pinterest youtube twitter instagram